/facebook     Tel: +55 (11) 2899-8888

[BOLETIM] PAUTA SOBRE CORONAVÍRUS NO CONGRESSO FICA NO FOCO EM DIA RTI, PIB/EUA E BOE

2603

[BOLETIM] PAUTA SOBRE CORONAVÍRUS NO CONGRESSO FICA NO FOCO EM DIA RTI, PIB/EUA E BOE

São Paulo, 26/03/2020 – A quinta-feira é de realização nos mercados internacionais, após ganhos recentes com a expectativa de aprovação do pacote fiscal nos Estados Unidos. Esse movimento deve se estender aos negócios locais, após o Ibovespa ter encerrado ontem em alta, pelo segundo pregão seguido, de 7,50% aos 74.955 pontos. O Senado americano aprovou o plano de US$ 2 trilhões, o maior pacote de estímulos econômicos da história recente, nesta madrugada, que agora segue para a Câmara. Na agenda do dia, o mercado olha o Relatório Trimestral de Inflação (RTI), a última prévia do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA do quarto trimestre de 2019, além da decisão de política monetária do Banco da Inglaterra (BoE) e discurso do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell. No Brasil, o Congresso também se mexe para votar a pauta relacionada ao coronavírus. O número de mortos com a doença subiu ontem para 57 e de ao menos 2.433 casos de infectados pela covid-19 no País. Hoje, a Câmara pode votar um auxílio emergencial para os trabalhadores informais e pessoas com deficiência, o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Lideranças na Câmara tentam um acordo para elevar o auxílio a R$ 500 mensais, segundo apurou o Broadcast, dos R$ 300 que o governo concordou em conceder. E o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou ontem que a partir de segunda-feira, o texto da proposta de emenda à Constituição do chamado “orçamento de guerra” deve estar pronto para começar um debate na Casa. Congresso e governadores agilizam ações no combate à pandemia meio que deixando de lado as falas polêmicas do presidente Jair Bolsonaro, entre elas, a que sugere isolamento parcial, de apenas idosos e doentes. Governadores reiteraram ontem que manterão o isolamento total. Maia voltou a criticar Bolsonaro por sinalizar que a quarentena deve acabar, mas disse que não vê motivos para a abertura de um processo de impeachment. E moradores de São Paulo, Rio, e outros estados voltaram a fazer ontem panelaços com gritos de “Fora, Bolsonaro”. O vice-presidente Hamilton Mourão, disse ontem que “a posição do nosso governo, por enquanto, é uma só: isolamento e distanciamento social”. E Bolsonaro afirmou na noite desta quarta-feira que não quer “descaso” com a pandemia do novo coronavírus, e sim “a dose adequada para combater esse mal sem causar um ainda maior”. No radar também estão os leilões do Tesouro, que retoma nesta quinta-feira suas ofertas tradicionais e ordinários de títulos públicos. O subsecretário da Dívida Pública do Tesouro Nacional, José Franco, disse que as emissões do Tesouro na ponta mais longa da curva de juros tendem a ser “bem menores” num momento de maior aversão ao risco.

RTI e IBC-BR no foco – O Banco Central divulga o Relatório Trimestral de Inflação (RTI), às 8 horas, sobre o qual o presidente da instituição, Roberto Campos Neto, concederá entrevista às 11 horas. O IBC-BR de janeiro sai às 9 horas. A mediana das estimativas esperada é de alta de 0,39%, na margem, com intervalo de estabilidade (0%) a alta de 0,60%. Em dezembro, o IBC-BR teve queda de 0,27%. Ante janeiro de 2019, a mediana indica alta de 1,1%, com intervalo de 0,4% a 1,5%. Em dezembro, nesta base de comparação, o aumento foi de 1,28%. O Tesouro faz leilão de LTN e LFT, às 11 horas. A Câmara pode votar um auxílio emergencial para os trabalhadores informais durante a crise do novo coronavírus, em sessão que deve começar às 15 horas.

PIB dos EUA em destaque – A terceira estimativa do PIB dos Estados Unidos do quarto trimestre de 2019 sai às 9h30. A previsão dos analistas é de crescimento de 2,1% ante o terceiro trimestre. No mesmo horário, será divulgada a balança comercial de bens norte-americana de fevereiro e a pesquisa semanal sobre pedidos de auxílio-desemprego, que deve mostrar uma forte alta em função da pandemia de coronavírus. Às 8h05, o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, concede entrevista ao vivo no programa Today, da NBC. Os líderes da União Europeia fazem teleconferência para discutir coronavírus. No Reino Unido, o Banco da Inglaterra (BoE) divulga decisão de política monetária e publica ata referente à reunião extraordinária de 19 de março, às 9 horas.

Maia defende derrubar MP que suspende prazos da lei de acesso à informação – O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu abertamente derrubar a medida provisória do presidente Jair Bolsonaro que desobrigou órgãos públicos de prestarem informações pedidas durante o enfrentamento da crise causada pela pandemia de coronavírus.

Lideranças na Câmara ainda tentam elevar auxílio a informais e BPC a R$ 500,00 – Embora a equipe econômica tenha dado o sinal verde para o pagamento no valor de R$ 300 para trabalhadores informais e pessoas com deficiência que estão na fila de espera do Benefício de Prestação Continuada (BPC), lideranças na Câmara continuam tentando um acordo para elevar o auxílio a R$ 500 mensais, segundo apurou o Broadcast.

Senado aprova projeto para Estados e municípios realocarem recursos da saúde ao coronavírus –  Os senadores aprovaram ontem a liberação de recursos “carimbados” dos fundos de saúde dos Estados, municípios e Distrito Federal para que sejam usados em ações de combate ao novo coronavírus. O texto foi aprovado com alteração e, por isso, retornará para análise da Câmara dos Deputados.

Senado aprova texto que restringe exportações de materiais de saúde – O Senado aprovou ontem projeto que proíbe ou limita exportação de produtos médicos, hospitalares e de higiene essenciais ao combate da covid-19 no País. A restrição valerá durante o estado de emergência de saúde pública, até 31 de dezembro. Agora, o texto retornará para revisão da Câmara dos Deputados.

Câmara aprova projeto para entrega de merenda -O primeiro projeto aprovado pela Câmara em esquema de sessão virtual ontem à noite foi o da garantia de distribuição de merenda, mesmo sem aulas, durante o período de calamidade pública. A matéria segue para ser apreciada no Senado.

Mandetta: temos que melhorar esse negócio de quarentena – O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, mudou de discurso e, alinhado com o presidente Jair Bolsonaro, criticou as decisões dos Estados do País quanto à adoção de quarentena para evitar a propagação do novo coronavírus. “Temos que melhorar esse negócio de quarentena, não ficou bom”, disse.

Mudança em isolamento solicitada por Bolsonaro depende de ampliação de testes – secretário de vigilância sanitária do Ministério da Saúde, Wanderson Oliveira, disse que possibilidade de mudar o isolamento social no Brasil para o modelo “vertical” dependerá da ampliação dos testes no País e depende da situação de cada Estado. O formato propõe que apenas pessoas dos grupos de risco, idosos e doentes crônicos, fiquem afastados.

Burocracia orçamentária retarda socorro a vulneráveis e empresas – Passada uma semana do anúncio das principais medidas do pacote de enfrentamento da crise da pandemia do coronavírus, a equipe econômica ainda se debate como enfrentar a burocracia orçamentária para efetivar medidas de socorro à população de baixa renda, trabalhadores informais e empresas. Uma das dificuldades, que retardam as medidas, é a restrição para renúncia fiscal, por exemplo, que está na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2020.

Embraer faz parcerias para desenvolver tecnologias para combate ao Covid-19 – A Embraer informa que está se unindo a empresas e centros de pesquisas no País para colaborar com tecnologias que possam aumentar a disponibilidade de equipamentos e soluções para o combate ao Covid-19 no Brasil. As ações, desenvolvidas em conjunto com a cadeia de fornecedores da Embraer, englobam a fabricação de peças para a indústria de ventiladores e respiradores.

PERDAS PREDOMINAM

Futuros das bolsas de NY caem – Os índices futuros das bolsas de Nova York operam em baixa desde a madrugada desta quinta-feira, em uma realização de ganhos, após a aprovação no Senado de um pacote fiscal de cerca de US$ 2 trilhões proposto pelo governo dos EUA para lidar com as consequências do novo coronavírus. O pacote segue agora para a Câmara. Há expectativa ainda pela pesquisa semanal dos EUA sobre pedidos de auxílio-desemprego, que deve mostrar uma forte alta em função da pandemia. Às 7h25, no mercado futuro, Dow Jones caía 1,03%, S&P 500 recuava 1,34% e Nasdaq se desvalorizava 1,19%.

Bolsas europeias recuam – As bolsas europeias recuam nesta manhã, após acumularem ganhos nos dois pregões anteriores em meio a estímulos fiscais planejados pelos EUA e Alemanha em reação ao novo coronavírus. Nesta quinta-feira, o Banco Central Europeu (BCE) iniciou compras de ativos em resposta ao impacto econômico da pandemia de coronavírus. A queda vem ainda na esteira de indicadores fracos da Alemanha e Reino Unido, que evidenciam os efeitos adversos da pandemia. Às 7h25, a Bolsa de Londres caía 1,95%, a de Frankfurt recuava 2,28% e a de Paris se desvalorizava 1,68%. Em Milão, Madri e Lisboa, as perdas eram de 0,62%, 1,61% e ¨1,27%, respectivamente. O euro avançava a US$ 1,0944, ante US$ 1,0877 no fim da tarde de ontem. A libra subia a US$ 1,1891, ante US$ 1,1884 no fim da tarde de ontem.

BCE inicia compra emergencial de ativos – O Banco Central Europeu (BCE) iniciou nesta quinta-feira compras de ativos por meio de seu novo programa de relaxamento quantitativo, que soma 750 bilhões de euros e foi lançado em caráter emergencial no último dia 18, em resposta ao impacto econômico da pandemia de coronavírus.

Alemanha: confiança do consumidor deve despencar em abril, prevê GFK – O índice de confiança do consumidor da Alemanha caiu de 8,3 pontos em março para 2,7 pontos na pesquisa de abril, atingindo o menor nível desde maio de 2009, em razão da pandemia do novo coronavírus, segundo projeção do instituto alemão GfK. A leitura de março foi revisada para baixo, de 9,8 pontos originalmente. O resultado veio muito abaixo da expectativa de analistas (-7,5), sugerindo que a confiança do consumidor irá despencar em abril.

Reino Unido: vendas no varejo caem mais que o esperado em fevereiro – As vendas no varejo do Reino Unido caíram 0,3% em fevereiro ante janeiro, segundo dados do Escritório Nacional de Estatísticas (ONS) do país. O resultado frustrou a expectativa de analistas (+0,3%).

Mercados da Ásia fecham em queda – As bolsas asiáticas fecharam em baixa nesta quinta-feira, após acumularem ganhos nos dois pregões anteriores. O Nikkei liderou as perdas, com queda de 4,51% em Tóquio. O Xangai Composto recuou 0,60%. O sul-coreano Kospi teve queda de 1,09% em Seul, e o Hang Seng caiu 0,74% em Hong Kong. O S&P/ASX 200 avançou 2,30% em Sydney. Às 7h28, o dólar caía a 109,90 ienes, de 111,20 ienes no fim da tarde de ontem.

Petróleo opera em baixa – Os contratos futuros do petróleo operam em baixa, após acumularem ganhos nas três sessões anteriores em meio a expectativas de que o Congresso dos EUA desse seu aval a um pacote fiscal, que acabou sendo aprovado nesta madrugada no Senado. Às 7h29, o petróleo WTI para maio caía 2,16%, a US$ 23,96 o barril, enquanto o petróleo Brent para o mesmo mês recuava 1,46%, a US$ 26,99 o barril.

 

 

No Comments

Post a Comment